domingo, 30 de novembro de 2008

O Baile da Biblioteca

Um ensaio para o baile de inauguração!

sábado, 29 de novembro de 2008

Campanha do Banco Alimentar Contra a Fome


Começou hoje mais uma campanha de recolha de alimentos dos Bancos Alimentares Contra a Fome que decorrerá em mais de mil estabelecimentos comerciais das zonas de Lisboa, Porto, Coimbra, Évora e Beja, Aveiro, Abrantes, São Miguel, Setúbal, Cova da Beira, Leiria-Fátima, Oeste, Algarve, Portalegre e Braga.
Para aderir a esta campanha basta aceitar um saco de plástico entregue pelos voluntários do Banco Alimentar Contra a Fome de Lisboa devidamente identificados, colocando no seu interior bens alimentares de preferência não perecíveis (leite, conservas, azeite, bolachas, açúcar, farinha, massas, óleo, …).
No ano passado, o Banco Alimentar Contra a Fome de Lisboa distribuiu um total de 9.441 toneladas de alimentos (equivalentes a um valor global estimado de 12,7 milhões de euros), ou seja, um movimento diário médio de 38 toneladas.
E este é um exemplo a seguir:
Com o objectivo de combater o desperdício dos bens alimentares que existem nas sociedades actuais e ajudar famílias carenciadas, trinta escolas do Algarve assinaram, no início deste mês, um protocolo com o Banco Alimentar Contra a Fome, tendo o seu responsável afirmado que com ele se pretendia “institucionalizar uma prática que já existia com as escolas, dinamizar o espírito cívico e de solidariedade dos alunos e dos professores para participarem nas campanhas de recolha de alimentos e ainda angariar mais voluntários para as campanhas”.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

A Biblioteca vai nascer!


E fá-lo com estrépito! Ninguém pode ficar indiferente perante este nascimento!
Hoje, por entre os rostos tensos e impacientes que circulavam pela nossa escola, por entre o tossicar persistente de uns e os desabafos mal - humorados de outros, dei comigo a pensar que, tal como um bebé renova a vida e traz a esperança de que tudo vai (re)começar, também a nossa Biblioteca Escolar vem dar início a uma nova vida!
Tal como se fora um bebé, a família e os amigos terão de cuidar desta BE com dedicação.
Tal como um bebé, a BE vai ensaiar os primeiros passos confiante que tem por perto quem a sustente.
Tal como um bebé, a BE quer crescer saudável.
Preparemo-nos pois para o desafio de acompanhar a BE e permitir que ela seja tudo o que pode ser.

"No Egipto, as bibliotecas eram chamadas ''Tesouro dos remédios da alma''. De facto é nelas que se cura a ignorância, a mais perigosa das enfermidades e a origem de todas as outras."
Jacques Bossuet

"Se temos uma biblioteca e um jardim temos tudo."
Cícero

domingo, 23 de novembro de 2008

Natal solidário


Neste Natal, seja solidário! E deixe que os seus familiares e amigos o sejam também!
O seu presente vai dar permitir que uma pessoa, uma família ou uma comunidade desfavorecida nos Países de Língua Portuguesa receba também um presente neste Natal.
O Presente Solidário responde às necessidades de cada país.
Escolha um ou mais destes presentes e receba um cartão ilustrado que pode personalizar e entregar aos seus amigos que ficarão felizes por ajudarem na luta contra a pobreza, honrando realmente o Natal!

Para mais informações, vá a http://www.presentessolidarios.pt/ e redescubra, ou sinta mais uma vez, a alegria de ajudar.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

O "meu" livro...

Esta mensagem é para todos os membros da comunidade escolar (alunos, professores, pessoal não docente, pais e encarregados de educação) do Agrupamento de D. Fernando II!

Qual é o livro da sua vida?

A BECRE gostaria de conhecer os vossos gostos literários e partilhá-los neste nosso espaço. Para isso, divulguem aqui a vossa escolha (título e autor da obra da vossa vida e uma breve justificação).

E por que não pensarmos em inaugurar um clube de leitura? Falaremos disso mais tarde!

Saudações literárias.

A Fábrica de Braço de Prata


Imperdível! diz quem conhece.
.
Corridas do Bairro Alto, a Ler Devagar e a Eterno Retorno juntaram forças e partiram rumo a Braço de Prata para se alojarem na antiga fábrica da zona. Antes um local onde de fabricava material de guerra (o edifício tem precisamente cem anos), agora aqui discutem-se ideias, fabricam-se conceitos e cria-se arte.
Reaberta em Junho de 2007, com o espaço remodelado e adaptado a esta nova realidade, virou uma nova página na sua história.
Várias salas, diversas artes, um sem fim de propostas. Cada porta esconde um segredo. Existem quatro salas de galeria. Uma livraria polvilhada de exposições, uma livraria convencional, três salas que serão lojas, uma sala onde a sétima arte ganha vida e uma esplanada.
Um espaço moderno com uma decoração minimalista mas uma atmosfera agradável que vai convidando o visitante a ficar e ir ficando. Inadvertidamente, torna-se habitué... Kafka, Nietzche, Arendt, Deleuze, Virginia Wool, Turing, Artaud, Tcekov, Visconti, Marguerite Duras e Beauvoir. A memória de todos estes vultos passeia-se nos corredores e cada um delas apropria-se de uma das onze salas.
As noites de A Fábrica Braço de Prata são relativamente calmas durante a semana, mas arranjar mesa livre aos fins-de-semana é uma conquista não ao alcance de todos os que ali acorrem.

A história de Serena- Viajando rumo a uma escola melhor


Esta obra parte de uma pergunta: “Um romance pode ser a base para uma boa investigação?”.A literatura é, na realidade, o que mais nos aproxima das verdades humanas?
A força da resposta de Serena levou-a a ser já contada em várias línguas.
Esta narrativa trará decerto pela sua perspectiva inovadora um forte contributo ao processo de melhoria da Escola através da auto-avaliação partilhada.
António Gil, o professor de história de Serena, é um personagem que lembra o professor de literatura do famoso filme “O Clube dos Poetas Mortos” (aliás como toda a primeira parte da obra). Ele conseguirá, contra alguns “velhos do Restelo”, envolver todos os protagonistas do sistema educativo na Auto-Avaliação da sua disciplina; partilha essa responsabilidade com a Directora, a aluna, a mãe.
Esta AUTO-AVALIAÇÃO PARTILHADA deixará o espaço individual da sua disciplina, alastrará para o contexto micro da escola de Serena e, posteriormente, para o contexto macro de reflexão, elencagem de problemas e estratégias para a sua resolução que envolverá 101 escolas de dezoito países, e onde estarão representados gestores escolares, professores, alunos e pais. Trata-se de um projecto desenvolvido no âmbito do “Programa Sócrates”, chamado “Avaliação da Qualidade na Educação Escolar”. Portugal foi um dos primeiros dezoito países e teve 5 escolas envolvidas no projecto.
Na segunda parte da obra o romance vai-se converter em realidade – da ficção a realidade. Será aqui analisado o projecto “Avaliação da Qualidade na Educação Escolar”, nas vertentes teórica e prática: o que está errado, quais as estratégias a adoptar, qual a base científica que servirá de “guarda-chuva” a acção.

Autores: Denis Meuret, John MacBeath , Lars Bo Jakobsen, Michael Schratz
Excerto retirado do sítio de Edições Asa

A esta história de Serena fomos nós buscar a inspiração para a reflexão que promovemos no ano passado no âmbito da avaliação interna de escola. Juntos, alunos, professores, funcionários e encarregados de educação, conversámos sobre o que somos e o queremos ser… felizes.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

O Dia Internacional dos Direitos da Criança


É amanhã, dia 20 de Novembro.
É hoje.
Foi ontem.
E todos os dias o são!

Para ler, para reflectir, para agir!


A SITUAÇÃO MUNDIAL DA INFÂNCIA 2008


GENEBRA, 22 de Janeiro de 2008 – Por ocasião do lançamento do Relatório da UNICEF The State of the World’s Children 2008: Child Survival (A Situação Mundial da Infância 2008: A Sobrevivência Infantil), foram realçadas estratégias que podem ajudar a reduzir o número de crianças que morrem antes dos cinco anos.Embora os dados recentes demonstrem uma descida na taxa da mortalidade dos menores de cinco anos, o Relatório A Situação Mundial da Infância 2008: A Sobrevivência Infantil vai para além dos números e sugere acções e iniciativas susceptíveis de conduzir a mais progressos.

A integração, ao nível da comunidade, de serviços essenciais para as mães, recém-nascidos e crianças pequenas, e melhoramentos sustentáveis nos sistemas nacionais de saúde podem salvar a vida a muitas das mais de 26 000 crianças menores de cinco anos que morrem por dia,” afirmou Ann M. Veneman, Directora Executiva da UNICEF. “O relatório descreve o impacto de medidas simples e de baixo custo, tais como o aleitamento materno exclusivo, a imunização, as redes mosquiteiras impregnadas de insecticida e os suplementos de Vitamina A, as quais têm ajudado a reduzir o número de mortes de crianças nos últimos anos.”A análise do relatório revela também que há ainda muito por fazer para aumentar o acesso aos tratamentos e meios de prevenção, para atenuar o impacte devastador da pneumonia, diarreia, malária, má nutrição e da SIDA.
As novas informações contidas em A Situação Mundial da Infância 2008 foram obtidas a partir de dados de inquéritos a famílias bem como de dados provenientes de parceiros-chave, incluindo a Organização Mundial de Saúde e o Banco Mundial.A região na qual é mais evidente a necessidade de estratégias que salvem vidas é a da África subsariana onde, em média, uma em cada seis crianças morre antes de completar cinco anos de idade. Em 2006, quase metade de todas as mortes de menores de cinco anos ocorreu na África subsariana..
“A sobrevivência infantil não é apenas um imperativo de direitos humanos, é também um imperativo de desenvolvimento,” afirmou Joy Phumaphi, Vice Presidente da Human Development Network no Banco Mundial. “Investir na saúde das crianças e suas mães é uma decisão económica consistente//saudável e uma das maneiras mais seguras de um país traçar o seu rumo para um futuro melhor.”

Para saber mais, vá a http://www.unicef.org/sowc08

As Lições dos Mestres de George Steiner

Margarida Toscano, uma colega da formação, fez-me recentemente uma proposta de leitura e para me "aguçar o apetite " (palavras suas) deixou este excerto ( pág. 148 da ed. Gradiva, 2005:
«A libido sciendi, a sede de conhecimento, a necessidade de compreender estão inscritas no que de melhor têm os homens e as mulheres. Tal como a vocação do professor. Não há ofício mais privilegiado. Despertar noutro ser humano poderes e sonhos além dos seus; induzir nos outros um amor por aquilo que amamos; fazer do seu presente interior o seu futuro: eis uma aventura como nenhuma outra.»
Não só cumpriu o objectivo , aguçar o apetite, como veio retemperar forças, devolver a serenidade que vai faltando, reafirmar que esta nossa aventura é única.

Portal Europeana lançado a 20 de Novembro

Europeana, a base de dados desenvolvida pela Comissão Europeia, que é simultaneamente biblioteca, museu e arquivo digital, irá ser lançada em Bruxelas, a 20 de Novembro. Ficarão acessíveis on-line cerca de 2 milhões de objectos digitais, designadamente filmes, pinturas, sons, mapas, manuscritos, livros, jornais e documentos de arquivo, provenientes de instituições dos 27 países da União Europeia.
Pretende-se que, em 2010, a Europeana venha a disponibilizar acima de 6 milhões de documentos digitais.
Lançamento do portal Europeana ficará a cargo de Viviane Reding, Comissária Europeia para a Sociedade de Informação e Meios de Comunicação.
Visite por aqui o sítio da Europeana.

Estranhões & Bizarrocos (estórias para adormecer anjos)

José Eduardo Agualusa é um escritor angolano com uma belíssima e já vasta obra traduzida em vários idiomas com incursões no romance, na novela, na poesia, no conto.
Estranhões & Bizarrocos (estórias para adormecer anjos), obra que obteve o Grande Prémio Gulbenkian de Literatura para Crianças 2002 (as ilustrações de Henrique Cayatte foram igualmente distinguidas com o Prémio Nacional de Ilustração 2000), introduz-nos num universo prodigioso onde são permitidas todas as fantasias, fantasias que vão além das fadas, das bruxas, dos príncipes e das princesas que constituem o nosso imaginário.
Numa linguagem cheia de sensibilidade, encantatória (para adormecer anjos?), conhecemos Fellini (o gato que se apaixona por uma vaca e, repudiado por todos, se refugia no "País dos Contrários"), Joaninha (a menina que quer ser...maçã! e consegue realizar o seu sonho), Marinho e Mariaminha (um casal de cavalos-marinhos cujo amor é interrompido pela morte, daí "O pai que se tornou mãe"), Jácome (o inventor de inutensílios), Cristóbal (o peixinho que não se resigna a viver no aquário para todo o sempre e vai conhecer o mar), Aba e Zuzá (camelos sábios, contadores de histórias), ...
Ainda deste autor, aqui fica o vídeo, disponível no Youtube, do conto " A girafa que comia estrelas", trabalhado por alunos de 5º ano, em Área de Projecto.

O professor no século XVI: descubra as diferenças...

"Nada deve ser mais importante nem mais desejável (...) do que preservar a boa disposição dos professores (...). É nisso que reside o maior segredo do bom funcionamento das escolas (...).""Com amargura de espírito, os professores não poderão prestar um bom serviço, nem responder convenientemente às [suas] obrigações."
Recomenda-se a todos os professores um dia de repouso semanal: "A solicitude por parte dos superiores anima muito os súbditos e reconforta-os no trabalho.""Quando um professor desempenha o seu ministério com zelo e diligência, não seja esse o pretexto para o sobrecarregar ainda mais e o manter por mais tempo naquele encargo. De outro modo, os professores começarão a desempenhar os seus deveres com mais indiferença e negligência, para que não lhes sucedao mesmo." Incentivar e valorizar a sua produção literária: porque "a honra eleva as artes."
"Em meses alternados, pelo menos, o reitor deverá chamar os professores(...) e perguntar-lhes-á, com benevolência, se lhes falta alguma coisa, se algo os impede de avançar nos estudos e outras coisas do género. Isto se aplique não só com todos os professores em geral, nas reuniões habituais, mas também com cada um em particular, a fim de que o reitor possa dar-lhes mais livremente sinais da sua benevolência, e eles próprios possam confessar as suas necessidades, com maior liberdade e confiança. Todas estas coisas concorrem grandemente para o amor e a união dos mestres com o seu superior. Além disso, o superior tem assim possibilidade de fazer com maior proveito algum reparo aos professores, se disso houver necessidade.""I. 22. Para as letras, preparem-se professores de excelência.Para conservar (...) um bom nível de conhecimento de letras e de humanidades, e para assegurar como que uma escola de mestres, o provincial deverá garantir a existência de pelo menos dois ou três indivíduos que se distingam notoriamente em matéria de letras e de eloquência. Para que assim seja, alguns dos que revelarem maior aptidão ou inclinação para estes estudos, serão designados pelo provincial para se dedicarem imediatamente àquelas matérias - desde que já possuam, nas restantes disciplinas, uma formação que se considere adequada. Com o seu trabalho e dedicação, poder-se-á manter e perpetuar como que uma espécie de viveiro para uma estirpe de bons professores.II. 20. Manter o entusiasmo dos professores.O reitor terá o cuidado de estimular o entusiasmo dos professores com diligência e com religiosa afeição. Evite que eles sejam demasiado sobrecarregados pelos trabalhos domésticos."
Ratio Studiorum da Companhia de Jesus (1599).

Os blogues ao serviço da Educação

Retomando os conceitos e a discussão iniciais relativamente às potencialidades da web 2.0 para as bibliotecas escolares e o facto de aquela dever ser entendida como uma mudança na forma como a Internet é encarada por utilizadores, mais do que simples actualização nas suas especificações técnicas, após uma pesquisa sobre leitura e escrita no ciberespaço, optei pela apresentação electrónica Blogs Educativos – 3 experiências pedagógicas, partilhada no Slideshare. Considero que esta, após uma informação mais generalista sobre a utilização dos blogues em contexto educativo (as potencialidades desta ferramenta no contexto escolar; as vantagens que oferece ao professor e ao aluno; a valorização do trabalho de equipa, não só dentro da escola, mas também fora dela, criando um novo contexto espacio-temporal; a criação de comunidades virtuais de aprendizagem), concretiza as referidas potencialidades, tornando-as mais perceptíveis. Assim, são apresentados três blogues:
1º - Blogue das TIC (como construir uma apresentação electrónica, com vista à partilha de conhecimento e sua estruturação);
2º - Blogue “Diário do Gato Malhado” (uma actividade direccionada para o desenvolvimento das competências de leitura e de escrita e em que, a partir da leitura de uma obra, se propõe que os alunos de uma turma, posteriormente alargado a uma outra, escrevam o diário do protagonista. Esta actividade apresenta uma elucidativa planificação por etapas visando o trabalho colaborativo e ainda uma avaliação final em termos dos aspectos mais conseguidos e daqueles a necessitarem ainda de intervenção. De salientar a actividade final de divulgação da produção escrita através de reedição da obra);
3º - Na Biblogteca (de novo a motivação para a leitura e a partilha com o registo e sugestões, com diferentes apontamentos).
Em jeito de conclusão, diria que o blogue pode motivar para a leitura (não é já ler por ler, mas ler para) e para despertar o gosto pela escrita (e também aqui não se trata de escrever porque o professor quer, mas de escrever para expressar sentimentos, opiniões, …).

Blogs em Educação
View SlideShare presentation or Upload your own. (tags: blogs educação)